Ler Eduardo Lourenço

ler_eduardo_lourenco.jpg
"Ler Eduardo Lourenço", sexta-feira, 7 de janeiro de 2011.

No ar desde 7 de janeiro de 2011, o blog Ler Eduardo Lourenço constitui, no mundo virtual, um novo espaço de pesquisa e literatura. Tendo sido tema de sua primeira entrada, na matéria intitulada "Três Cartas Inéditas de Jorge de Sena", o Ler Jorge de Sena dá as boas vindas a mais esta parceria, com quem esperamos poder dialogar sempre. E, iniciando tal diálogo, transcrevemos parte da matéria que nos refere e o novo contributo ao material que antes aqui divulgamos:

Num óptimo site da Universidade Federal do Rio de Janeiro dedicado à obra do autor de Sinais de Fogo, e que tem um título muito semelhante ao do blog Ler Eduardo Lourenço (que confessa, quase envergonhado, esta inspiração subliminar de que só agora se dá conta), a Professora Gilda Santos publicou recentemente três cartas inéditas de Jorge de Sena enviadas a Eduardo Lourenço. […]
Por agora, apenas um brevíssimo comentário. A publicação destas três cartas permite, desde logo, reconstruir um diálogo que estava truncado e que, doravante, passa a fazer bastante mais sentido. Dois exemplos. Na carta com data de 3 de Maio de 1953, Jorge de Sena insere um poema com a seguinte indicação «transcrevo um dos meus poemas recentes – ele lhe dirá mais que esta carta que já vai comprida».De que poema se trata? Em nota explicativa à resposta (publicada em
Eduardo Lourenço/Jorge de Sena. Correspondência) que Eduardo Lourenço redige à carta com poema dentro, Mécia de Sena arrisca uma solução para o enigma que, sabemo-lo agora, não era a correcta. Escreveu Mécia de Sena: «É provável que o poema aqui referido seja: Quanto eu disser…, (…) publicado em Fidelidade». Afinal, trata-se do poema Epitáfio, igualmente aparecido em Fidelidade (Lisboa, Moraes, 1958) e, de acordo com o que se pode ler no livro, escrito em 8 de Janeiro de 1953 .
 

Reproduzimos ainda a chamada de apresentação do blog:

A Fundação Calouste Gulbenkian decidiu editar as Obras Completas de Eduardo Lourenço. O projecto científico desta Edição funciona, desde Julho de 2010, no Núcleo de Investigação de Ciência Política e Relações Internacionais (NICPRI) da Universidade de Évora. "Ler Eduardo Lourenço" visa noticiar as actividades do projecto (www.eduardolourenco.uevora.pt) e aspectos relevantes da obra e do pensamento do ensaísta. Toda a colaboração é bem-vinda (eduardolourenco@uevora.pt).