A seção "Seniana" da revista Metamorfoses


Desde sua fundação na UFRJ, em 1999, a Cátedra Jorge de Sena (http://catedrajorgedesena.letras.ufrj.br) mantém uma publicação (anual até o número 9; semestral a partir do número 10) de estudos das Literaturas Portuguesa, Brasileira e Africanas de Língua Portuguesa, senianamente intitulada Metamorfoses.  Em todas as suas edições, a Metamorfoses sempre reserva uma seção para a obra de Jorge de Sena, a “seniana”, contendo estudos, ensaios, leituras críticas, ou mesmo textos inéditos encontrados no espólio do autor. Abaixo, segue a listagem completa dos textos publicados sobre o escritor na seniana e nas outras páginas da Metamorfoses.

 

Metamorfoses 1 (2000): Jorge de Sena e a Ilha de Moçambique, por Gilda Santos (p. 231-236)
 

Metamorfoses 2 (2001): Jorge entra cena no reino da ironia, por Clécio Quesado (p. 269-276)
 

Metamorfoses 3 (2002): A câmara intersemiótica, por Luís Adriano Carlos. (p. 277-282)
 

Metamorfoses 4 (2003): Inéditos: Correspondência Jorge de Sena / Manuel
Bandeira. Org. e notas de Gilda Santos e Eduardo Coelho. (p. 243-265)
 

Metamorfoses 5 (2004): Trabalho sobre trabalho: dois poemas de Jorge de Sena, por Ida Ferreira Alves. (p.175-181)
 

Metamorfoses 6 (2005): Metamorfose, transformação, individuação: aspectos junguianos de O Físico Prodigioso, por Mike Harland (p. 241-248)
 

Metamorfoses 7 (2006): O poeta expulso da República: prenúncios e rastros da História em Sinais de Fogo, por Flávia Nascimento (p. 335-347)
 

Metamorfoses 8 (2008):
• Jorge de Sena: um escritor em tempo de guerras, por Márcio Romão (p. 159-169)
• Jorge de Sena fala a seus contemporâneos – uma entrevista inédita. Apresentação e edição de Sebastião Edson Macedo (p. 235-257)
• A voz de Deus e o som do poema: poesia e música de Jorge de Sena, por Luciana Salles (p. 259-271)
 

Metamorfoses 9 (2009): Os Trabalhos e os Dias de Jorge de Sena – Dossier (org. Gilda Santos)

• Apresentação, Gilda Santos (p. 15)
• Os contos impublicáveis de Jorge de Sena, por Margarida Braga Neves (p. 17)
• Das memórias à ficção: o quase de Jorge de Sena, por Márcio Romão (p. 29)
• Notas sobre O Físico Prodigioso – algumas figuras, por Pedro Eiras (p. 37)
• O amor em O Físico Prodigioso sob reflexos camonianos, por Marcelo Pacheco Soares (p. 55)
• Sobre esta praia, sobre esta página – Um estudo de paisagem com Jorge de Sena, por Ida Ferreira Alves (p. 65)
• De andróginos e leprosos: as metamorfoses da mitologia e da história na poesia de Jorge de Sena, por Luciana Salles (p. 77)
• Da música como substrato poético em Jorge de Sena, por Sebastião Edson Macedo (p. 87)
• A sátira na poesia e na poética de Jorge de Sena, por Carlos Nogueira (p. 95)
• Jorge de Sena e o quinhentismo ibérico, por Sheila Moura Hue (p. 103)
• Sena: crítico, por Luis Maffei (p. 111)

Testemunho: Do Exílio de Jorge de Sena no Brasil – breve avaliação, por Mécia de Sena (p.123)

Inédito: Carta de Jorge de Sena a Almada Negreiros (p. 126)

Caderno de imagens, por Gilda Santos e Sebastião Edson Macedo (p. 128)
 

Metamorfoses 10.2 (2010): Edição especial com os textos das sessões plenárias do I Congresso Internacional da Cátedra Jorge de Sena: “Andanças Prodigiosas da Literatura: Metamorfoses, Erotismo, Peregrinação, Testemunho”, em homenagem a Jorge de Sena e aos 10 anos da criação da Cátedra na UFRJ.

• Jorge de Sena, meu amigo, por Cleonice Berardinelli (p.17)
• Sinais de Fogo: metamorfose e epigenia, por Jorge Vaz de Carvalho (p.23)
• O retorno do épico: a nau e a nave, por Jorge Fernandes da Silveira (p. 33)
• “Como um processo testemunhal”… relances sobre a “fase brasileira” de Jorge de Sena, por Gilda Santos (p. 41)
• Sena e Debussy: catedrais paralelas, por Barbara Aniello (p. 51)
• A metamorfose da arte: do quadro ao poema, por Edson Rosa da Silva (p. 99)
• Jorge de Sena, lembrança de um engenheiro camoniano, por Luiz Costa Lima (p.169)
• Jorge de Sena e a poesia como testemunho, por Helder Macedo (p.195)
 

Metamorfoses 11.1 (2011): Ida Maria Ferreira Alves: Carlos de Oliveira e Jorge de Sena: paisagens de rigor e testemunho. (p. 79-89)
 

Metamorfoses 11.2 (2011)

• Gilda Santos: “A proclamação do primado do homem” (p. 115-118)
• “Carta de Jorge de Sena a José Fernandes Fafe” (p. 119-121)
 

Metamorfoses 12 (2013): Luciana dos Santos Salles: Um encouraçado russo e o mar da Grécia: Jorge de Sena e a linguagem cinematográfica (p. 49-55);
 

Outros textos sobre JS na Metamorfoses:

* Metamorfoses 1 – Resenha de Ida Ferreira Alves ao livro Jorge de Sena em Rotas Entrecruzadas, org. por Gilda Santos – p. 264-266
* Metamorfoses 5 – Flávia Tebaldi Henriques de Queiroz, “Conversas com o poeta: Sena entrevistado no Brasil” – p. 109-114
* Metamorfoses 8 – Resenha de Horácio Costa ao livro Jorge de Sena: Ressonâncias e Cinquenta Poemas, org. por Gilda Santos – p. 323-326