Sobre O Físico Prodigioso

_Fisico_-_tela.jpg
"O Físico Prodigioso", de Manuela de Sena (acervo Gilda Santos)

Escolhemos a única novela de Jorge de Sena para inaugurar a série que listará a bibliografia crítica sobre os muitos veios de sua obra.

 

Teses e Dissertações:
• SANTOS, Gilda. Uma alquimia de ressonâncias: O Físico Prodigioso de Jorge Sena, Rio de Janeiro: UFRJ, 1989 (Tese de Doutorado)

• AMORIM, Orlando Nunes de. O Físico Prodigioso, a novela poética de Jorge de Sena. Araraquara, UNESP /Centro de Estudos Portugueses Jorge de Sena, 1996 (Dissertação de Mestrado, USP, 1993)

• AZEVEDO, Orlanda de. As Metamorfoses do Corpo e a Problematização da Identidade – em O Físico Prodigioso, de Jorge de Sena e Orlando, de Virginia Woolf. Lisboa: Colibri, 2003 (Dissertação de Mestrado, Univ. de Lisboa, 2001)

• SOARES, Marcelo Pacheco. Espelhos deformantes: a escrita diabólica de Jorge de Sena em O Físico Prodigioso, Rio de Janeiro: UFRJ, 2007 (Dissertação de Mestrado)

• DOSTALOVA, Alena. Concepção dualista em O Físico Prodigioso de Jorge de Sena incluindo a tradução panorâmica da obra em foco. Magisterska diplomova prace. Vedouci prace: Mgr. Silvie Špankova, 2008.

 

Textos em livros e periódicos:
1. SEIXO, Maria Alzira, org. O Corpo e os signos – ensaios sobre O Físico Prodigioso de Jorge de Sena. Lisboa: Comunicação, 1990 (o livro é integralmente dedicado à novela)

2. ALVES, Maria Theresa Abelha. Jorge de Sena. O Físico Prodigioso. Colóquio/Letras, Lisboa, nº 175, p. 193-195, set./dez.2010 (recensão)

3. AMORIM, Orlando Nunes de. Entre a ficção e a poesia: sobre O Físico Prodigioso, de Jorge de Sena. Convergência Lusíada, Rio de Janeiro, nº. 15, p. 153-163, 1998

4. AMORIM, Orlando Nunes de. O Físico Prodigioso no tecido fáustico. In: SANTOS, Gilda, org. Jorge de Sena em rotas entrecruzadas. Lisboa: Cosmos, 1999, p. 267-274.

5. AMORIM, Orlando Nunes de. Um belo desconhecido entre dois tempos: O Físico Prodigioso e as aventuras cavaleirescas. In: SANTOS, Gilda, org. Jorge de Sena: ressonâncias e cinqüenta poemas. Rio de Janeiro: 7Letras, 2006, p. 98-109.

6. AZEVEDO, Orlanda de. Do mito do andrógino à figura cristológica: as fronteiras do corpo em O Físico Prodigioso (1966), de Jorge de Sena, e Orlando (1921) de Virginia Woolf. Actas do IV Congresso Internacional da Associação Portuguesa de Literatura Comparada, Univ. de Évora, mai 2001. Ver: http://www.eventos.uevora.pt/comparada/VolumeII/DO%20MITO%20DO%20ANDROGINO%20A%20FIGURA%20CRISTOLOGICA.pdf

7. AZEVEDO, Orlanda de. A imagem do corpo próprio: do mito de Narciso à ‘fase do espelho’ em O Físico Prodigioso (1966), de Jorge de Sena. Textos e pretextos – O Espelho, Lisboa, nº 2, p. 3-8, 2003.

8. CAMPOS, Luciana de. A teia de Aracne ou a paixão fantástica em O Físico Prodigioso de Jorge de Sena. Boletim do Centro de Estudos Portugueses Jorge de Sena, Araraquara, nº 4, p. 101-108, jul/dez. 1993.

9. COSTA, Horácio. ‘Post Tenebras Spero Lucem’: Texto-Vida e Alegoria em O Físico Prodigioso de Jorge de Sena”. Revista USP, São Paulo, nº 10, p.191-200, 1991. Reprod. em Colóquio/Letras, Lisboa, nº125-126, p. 105-18, jul./dez.1992. Reprod. em FAGUNDES, F. C. & ORNELAS, J.N., org. Jorge de Sena:o homem que sempre foi. Lisboa: ICALP, 1992, p.169-80.

10. DURAND, Alain-Philippe, Le Monde d’ O Físico Prodigioso selon Girard, Romance Notes, Chapel Hill, nº 37.2, p. 207-16, Winter 1997

11. EIRAS, Pedro. Notas sobre O Físico Prodigioso – algumas figuras. Metamorfoses, Rio de Janeiro, nº 9, p. 37-54, 2008.

12. FAGUNDES, Francisco Cota. O artista com um malho: uma leitura d’O Físico Prodigioso. In: WILLIAMS, F.G. & SHARRER, H.L. Studies on Jorge de Sena. Santa Barbara: UCSB/Bandanna Books, 1981 p. 133-141

13. FARIA, Duarte. O Físico Prodigioso (recensão). Colóquio/Letras, Lisboa, nº 44, p. 84, jul. 1978. Reprod. em LISBOA, E., org. Estudos sobre Jorge de Sena. Lisboa: IN-CM, 1984 p. 377-9

14. FAZENDA LOURENÇO, Jorge. As rosas do desejado: sobre O Físico Prodigioso de Jorge de Sena. Convergência Lusíada, Rio de Janeiro, nº. 9, p. 109-27, 1992. Reprod. em —. O brilho dos sinais- Estudos sobre Jorge de Sena. Porto: Caixotim, 2002 p. 125-151

15. GIUDICELLI, Michelle. Jorge de Sena: O Físico Prodigioso ou du bon usage du démon. Les Langues Néo-Latines, Paris, nº 271, p. 83-91, 1989

16. GIUDICELLI, Michelle. Le Physicien prodigieux: une érotique de la libération. Arquivos do Centro Cultural Português. Lisboa/Paris, nº 32, p.289-301, 1993

17. HARLAND, Mike. Jorge de Sena on Cinema: some further insights into the genesis of O Fisico Prodigioso?. Portuguese Studies, Londres, v.20, nº 1, p. 169-185, Set. 2004

18. HARLAND, Mike. Metamorfose, transformação, individuação; aspectos junguianos de O Físico Prodigioso de Jorge de Sena. Metamorfoses, Rio de Janeiro, nº 6, p. 243-48, 2005.

19. LARANJINHA, Ana Sofia. O Eterno Retorno em O Físico Prodigioso de Jorge de Sena. Intercâmbio, Porto, nº 4, p. 234-248, 1993.

20. LOPES, Maria de Freitas. Ser é estar – sobre os sentidos (do corpo) em O Físico Prodigioso. In: SEIXO, M. A., org. O Corpo e os signos – ensaios sobre O Físico Prodigioso de Jorge de Sena. Lisboa: Comunicação, 1990 p. 43-61

21. LOURENÇO, Eduardo. Jorge de Sena e o demoníaco. O Tempo e o Modo, Lisboa, nº 59 (esp.), p. 324-31, abr. 1968. Reprod. em LISBOA, E., org. Estudos sobre Jorge de Sena. Lisboa: IN-CM, 1984 p. 49-59. Reprod. em —. O Canto do Signo: Existência e Literatura. Lisboa: Presença, 1994 p. 172-79.

22. LUKASZYK, Ewa. “Sangue e leite. A transmutação andrógina n’ O Físico Prodigioso de Jorge de Sena” , Estudios Hispánicos, XXI, 2013, p. 121-131. 

23. MARINHO, Maria de Fátima. O Físico Prodigioso: o outro e o mesmo. In: WILLIAMS, F.G. & SHARRER, H.L. Studies on Jorge de Sena. Santa Barbara: UCSB/ Bandanna Books, 1981 p. 142-151

24. MUNIZ, Márcio R.C. Reiteração e desconstrução de um modelo: a imagem de Cristo n’A Demanda do Santo Graal e em O Físico Prodigioso, de Jorge de Sena. Via Atlântica, São Paulo, v. 7, p. 99-109, 2004.

25. PEREIRA, Paulo Alexandre. Tradição e reescrita em O Físico Prodigioso de Jorge de Sena. In: Actas do VI Congresso da Associação Internacional de Lusitanistas, Rio de Janeiro, 1999.

26. ROTHWELL, Phillip. Lacanian desire and the absent sexual relationship in Jorge de Sena’s O físico prodigioso. In: The Journal of Romance Studies, Volume 11, Number 3, Winter 2011 , pp. 53-63(11)

27. SANTOS, Gilda. O Físico Prodigioso: um roteiro de leitura. Revista de Cultura UFES, Vitória, nº 34, p.5-13, 1985

28. SANTOS, Gilda. A mulher-pássaro em O Físico Prodigioso de Jorge de Sena. Cadernos (1) do 3º Seminário Nacional Mulher e Literatura. Florianópolis, Out. 1989

29. SANTOS, Gilda. A recriada memória de vozes d’antanho (ou de como Jorge de Sena reescreve cantares da tradição ibérica na novela O Físico Prodigioso). Literatura e Memória Cultural – Anais do II Congresso ABRALIC, Belo Horizonte, v.2, p.461-65, 1991.

30. SANTOS, Gilda. Para invocar o Demónio, à Luz d’ O Físico Prodigioso. Estudos Portugueses e Africanos, Campinas, nº 24, p. 19-34, jul/dez 1994.

31. SANTOS, Gilda. Entre o atemporal e o circunstancial. In: SENA, Jorge de. O Físico Prodigioso. Rio de Janeiro, 7Letras, 2009. p. 7-14 (prefácio)

32. SARMENTO-PANTOJA, Tânia. Arcanos da Resistência: Rastros Subterrâneos do Surrealismo n’ O Físico Prodigioso de Jorge de Sena. Revista de Letras, Vol. 50, No. 1, Vanguardas literárias do século XX / Literary avant-gardes of the twentieth century (Janeiro/Junho 2010), pp. 111-128.

33. SEIXO, Maria Alzira. O corpo e os signos. In: —, org. O Corpo e os signos – ensaios sobre O Físico Prodigioso de Jorge de Sena. Lisboa: Comunicação, 1990 p. 15-22

34. SHARRER, Harvey L. Temas e motivos medievais em O Físico Prodigioso. In: SEIXO, M. A., org. O Corpo e os signos – ensaios sobre O Físico Prodigioso de Jorge de Sena. Lisboa: Comunicação, 1990 p. 85-98

35. SOARES, Marcelo Pacheco. O amor em O Físico Prodigioso sob reflexos camonianos. Metamorfoses, Rio de Janeiro, nº 9, p. 55-63, 2008.

36. SOUSA, Francisco F. Abordagem: espaços. In: SEIXO, M. A., org. O Corpo e os signos – ensaios sobre O Físico Prodigioso de Jorge de Sena. Lisboa: Comunicação, 1990 p. 23-42

37. STEGAGNO PICCHIO, Luciana. Au nom du diable. In: SENA, Jorge. Le physicien prodigieux. Paris: Metailié, 1985 p. 119-24 Reprod. como «Nel nome del diavolo» em SENA, Jorge. Il medico prodigioso. Milano: Feltrinelli, 1987 p.5-11

38. STEGAGNO PICCHIO, Luciana. Ainda O Físico Prodigioso de Jorge de Sena. In: BRITO, OLIVEIRA, PIRES & MARTELO, org. Sentido que a vida faz – Estudos para Óscar Lopes. Porto: Campo das Letras, 1997 p. 347-50

39. VALENTIM, Jorge. “Jorge de Sena e o seu canto de exílio”. In: F.Cristóvão, M. L. Ferraz & A. Carvalho, org.. Nacionalismo e Regionalismo nas Literaturas Lusófonas. Lisbon: Edições Cosmos, 1997. p. 497-5

40. VESSELS, Gary. A simultaneidade em O Físico Prodigioso. In: SEIXO, M. A., org. O Corpo e os signos – ensaios sobre O Físico Prodigioso de Jorge de Sena. Lisboa: Comunicação, 1990 p. 63-68

41. WILLIAMS, Frederick G. Dualidade, emparelhamento e contraste – estruturando a realidade em O Físico Prodigioso de Jorge de Sena. In: SEIXO, M. A., org. O Corpo e os signos – ensaios sobre O Físico Prodigioso de Jorge de Sena. Lisboa: Comunicação, 1990 p. 69-83

 

Na web:

E-nigma: Revista Electrónica de Ficção Científica e Fantástico. O físico prodigioso, por Jorge de Sena. Uma crítica de Jorge Candeias.

Citador. Opinião de Leitura. O físico prodigioso.

Rascunho: O jornal de literatura do Brasil. Ensaios e Resenas. O diabo enamorado

Recanto das Letras. Textos. O físico e o Autor prodigioso – A genialidade de Jorge de Sena.

Jornal do Brasil. Cultura. Livro de Jorge de Sena é uma caça as bruxas em Portugal.

Vimeo. O Físico Prodigioso (1) e (2). Encenação de João Mota na Escola Superior de Teatro e Cinema, de Lisboa, do texto de Jorge de Sena, com alunos do 3º Ano dos Cursos de Teatro. Direcção Musical e sonoplastia ao vivo de Domingos Morais.