Lançamento do livro de Correspondência Jorge de Sena/João Gaspar Simões

Recente volume dedicado à correspondência de Jorge de Sena reúne aquela trocada com João Gaspar Simões, a qual é amplamente documentada e anotada pelo seu organizador.  

As fotografias registram o lançamento da obra em sessão no Grémio Literário de Lisboa, dia 30 de maio de 2013, vendo-se à mesa F.S.S., Onésimo Teotónio de Almeida (apresentador do livro), José Macedo e Cunha (Presidente do Conselho Diretor do Grémio Literário) e Manuel Fonseca (editor da Guerra e Paz). Na assistência, entre outros, Vasco Graça Moura.
Vale registrar que na FNAC CHIADO, livraria de referência lisboeta, os exemplares da obra se esgotaram rapidamente, em menos de um mês.

 

 

Gremio-lancamento_JS-JGS_2

Gremio-lancamento_JS-JGS_4

 

Prêmio Jorge de Sena/2013 – Divulgação do resultado

unnamed

 

Reunido no dia 28 de Maio de 2014, no CLEPUL (Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias), o Júri do Prémio Jorge de Sena 2013, composto por Isabel Rocheta, Margarida Braga Neves e Teresa Martins Marques, decidiu por unanimidade atribuir o Prémio a Gilda da Conceição Santos, responsável do site Ler Jorge de Sena.

 

Entendeu o Júri que este site se vem destacando de forma notável no âmbito dos estudos senianos, aprofundando e divulgando a obra deste escritor e contribuindo para a sua repercussão junto de um vastíssimo público, quer a nível nacional, quer a nível internacional.

 

 ​O Júri do Prémio Jorge de Sena

CLEPUL (Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da
Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa)
Alameda da Universidade
1600-214 Lisboa – PORTUGAL
Telef.: 00351 21 792 00 44

De Jaime Conde (sobre o “Golpe da Sé”)

A bibliografia sobre a história recente de Portugal é parca em informações e comentários sobre a chamada “Conspiração da Sé”, ou “Golpe da Sé”, de março de 1959. Tentativa abortada de derrubar Salazar, congregou cerca de duas centenas de envolvidos, agindo em grupos diversificados. Dentre eles, Jorge de Sena, que pouco falou, ou escreveu, sobre o tema e cujo exílio brasileiro teria nesta frustrada ação a causa mais próxima.

Sem dúvida, constitui-se peça rara o testemunho de um participante ativíssimo — como se verá — na organização e execução de mais um sonho desfeito em apressar o fim do salazarismo em Portugal.

O essencial sobre Jaime Conde ele mesmo o diz no decorrer deste seu tripartido depoimento.